Batismo

O Batismo é o sacramento da “re-generação”… por ele somos conduzidos à vida divina. Necessário para a salvação, imprime um carácter indelével, habilita para receber os restantes sacramentos e incorpora na Igreja. Como efeitos, liberta do pecado original e de todos os pecados quando se é batizado em adulto, filiação divina e união com Cristo.
Com o batismo, a nossa relação com Deus deixa de ser criatura-Criador para ser uma relação filial, filho-Pai.

“Aos pais cristãos cabe a responsabilidade de pedir o Batismo para os seus filhos, isto é, o Sacramento que marca o ingresso na vida divina, na comunidade da Sua Igreja” (Bento XVI)
É uma verdadeira obrigação que os pais católicos batizem os seus filhos…

1.A preparação acerca do Batismo

Para que toda a Comunidade seja consciente da sua própria vocação batismal e da missão cristã recebida, é necessária uma catequese permanente sobre o Batismo. Essa catequese é constante ao longo do ano, especialmente no tempo da Quaresma e Páscoa.

2.Quais os passos a dar para o Batismo?

O primeiro passo é contactar o Pároco, P. Tiago, através dos contactos neste site. No primeiro encontro com o Pároco, escolher-se-á a data e hora do Batismo e será entregue um impresso que deverá ser preenchido. Esse impresso está online aqui. Neste encontro será ainda agendada uma reunião de preparação para o Batismo. Não se pode esquecer que os domingos da Quaresma e Páscoa são ótimos para uma melhor preparação. Um aspeto importante: não convidar os padrinhos antes de falar com o Pároco. Por vezes, há candidatos a padrinhos que não cumprem os requisitos mínimos… Este documento resume tudo acerca do batismo, preparações, padrinhos, etc.

3.Quanto tempo antes devo marcar o Batismo?

É conveniente marcar 3 meses antes, pois existem alguns passos a dar.

4.O dia da celebração

O dia ideal é o domingo, com a presença da Comunidade que acolhe e acompanha. Se o pretendido for um sábado, deve ser marcado segundo a informação presente neste calendário. Não há batizados no tempo da Quaresma (40 dias antes da Páscoa).

5.Não vivo na Paróquia de Palhais/Santo António mas quero o batizado aí...

Terá de haver um motivo válido para o Batismo ser fora da paróquia de residência. Os párocos deverão estar de acordo. Tem de ser entregue uma autorização escrita da paróquia de residência, bem como um documento que afirme que os pais e padrinhos receberam a preparação prescrita nessa paróquia.

6.Encontros com pais e padrinhos

Os encontros de preparação realizam-se, em princípio, na paróquia de residência. Relativamente a Palhais/Santo António, neste documento pode perceber quando e como se processam os encontros.

7.Acerca dos candidatos a padrinhos

Os pais devem levar bem a sério a escolha dos padrinhos, pois é um verdadeiro oficio eclesial. Não devem guiar-se apenas por razões de parentesco, de amizade ou de prestígio social. Mas sim por um desejo sincero de assegurar aos filhos uns padrinhos que sejam capazes de participar positivamente na educação cristã da criança.
Não é obrigatório haver padrinhos. Pode ser um só padrinho, uma só madrinha, ou um padrinho e uma madrinha.
Os padrinhos devem ter capacidade para esta missão e verdadeira intenção de a cumprir. Por isso, deve estar bem preparado e formado.
Deve ter, pelo menos, 16 anos de idade, pois a missão é de responsabilidade.
Deve ser católico e ter recebido os sacramentos de iniciação cristã (além do batismo, a eucaristia e confirmação/crisma). Deve participar regularmente na eucaristia.
Não pode ser o pai ou a mãe da criança.
A vida deve ser congruente com a fé e com a missão que vai assumir (por exemplo, não pode ter trabalhos contrários à moral católica, não pode estar a viver união de facto, etc).
Resumidamente, devem ser cristãos comprometidos com a fé.

8.Que documentos são necessários?

Fotocópia do registo civil da criança ou cartão de cidadão;
Certificado de idoneidade dos padrinhos (a passar pela paróquia de residência);
Documento de transferência, se habitarem noutra Paróquia;
Preenchimento do formulário com os dados dos pais, da criança e dos candidatos a padrinhos. O formulário está aqui e no Cartório Paroquial.

9.Dois aspetos importantes no batismo de crianças

1 – que o batismo seja vontade dos pais, ou ao menos de um deles, ou quem faz as suas vezes;
2 – que haja esperança que a criança seja formada na fé católica.
(repara que não há nenhum ponto a falar de pais de outra religião, pais com pouca fé, não praticantes, divorciados, recasados, etc…)

10.Batismo de Jovens e Adultos

Pessoas com mais de 6 anos de idade apenas são batizadas se o pedirem. Devem estar devidamente instruído acerca das verdades da fé e das obrigações morais que contraem como cristãos.
A Paróquia de Palhais/Santo António tem catequeses para estes casos.
Nestes casos, o Batismo demora mais tempo a ser administrado, não sendo suficiente os 3 meses referidos acima. O primeiro passo é contactar o Pároco.

11.A roupa, a vela, fotógrafos, flores, etc...

A criança/jovem/adulto pode vir vestido como quiser. Mas deve trazer consigo uma veste branca (casaco, a própria roupa…). Pelo batismo a criança é incorporada na Igreja e nasce para uma vida nova, a vida da graça. Uma vida de pureza, daí o simbolismo da cor branca.
É necessária uma vela para a celebração.
Os fotógrafos devem falar com o sacerdote antes da celebração do batismo.
Se houver decoração própria (flores…), o pároco deve ser informado 2 semanas antes.